SMEC e UNIFAL de Alfenas realizam Projeto na Educação Infantil

Publicado em 11 de novembro de 2018

A Unifal é parceira da SMEC no desenvolvimento de ações na área de Educação Infantil do município.

A SMEC é Secretaria Municipal de Educação e Cultura, em parceria com a Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL), desenvolveu o projeto “Organização do tempo-espaço na Educação Infantil: Oficinas Interidades”, sob coordenação, no âmbito da instituição, do Professor Dr. Alexandre Nishiwaki Da Silva. O Projeto nasceu da demanda de formação de profissionais da Educação Infantil na brincadeira e interação de crianças de diferentes faixas etárias.

Foram realizados diversos encontros em diferentes escolas de educação infantil do município e também levantadas as condições da brincadeira em cada momento, tendo por objetivo redesenhar com as equipes das unidades escolares, práticas pedagógicas centralizadas no brincar.

De acordo com a SMEC, o projeto teve como alicerce o desenvolvimento de relações e diálogos entre a universidade e a comunidade, pois trata-se de uma tentativa de superar o discurso da hegemonia acadêmica substituindo-o pela construção coletiva de saberes e práticas em torno do objetivo principal destas propostas, ou seja, construir com as professoras da rede municipal um aparato teórico e prático sobre a importância da brincadeira entre crianças de diferentes idades na educação infantil. Assim, o projeto discutiu as exigências contemporâneas da formação de professores a partir da contribuição de diferentes perspectivas, em diálogo com os docentes e a comunidade, elaborando uma nova proposta pedagógica para as unidades escolares, esclareceu a Secretaria de Educação e Cultura.

As escolas participantes do projeto até agora foram Dona Zinica, Lago Azul, Sío João da Escócia e Raios de Sol, mas a parceria já está formada para a continuidade dos trabalhos no próximo ano.

Brincar e interagir nunca foi tío importante como nos dias de hoje, já que a tecnologia tomou conta dos cenários infantis, comenta a Secretária Municipal de Educação e Cultura, Profª Tani Rose. “As crianças, infelizmente, desde muito cedo, sío incentivadas a se isolarem diante das máquinas tecnológicas como celulares, por exemplo. Isto afasta as crianças do brincar por brincar, do brincar para explorar e descobrir o mundo real”, destacou a secretária.


 




 

0 Comentários

Deixe o seu comentário!