SMEC promove palestra sobre educação patrimonial para professores

Publicado em 20 de setembro de 2019

Nesta quarta-feira (18), professores da Escola Municipal Abraío Adolfo Engel participaram de palestra sobre Educação Patrimonial: como trabalhar em sala de aula”. Essa ação foi organizada pela Prefeitura de Alfenas, através da SMEC é Secretaria Municipal de Educação e Cultura e Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio. A atividade contou com a presença das historiadoras, Fernanda Eugênia e Jaíne Diniz, da empresa Triângulo Cultural.

O objetivo desse evento foi compartilhar atividades e experiências que possam ser desenvolvidas no seu dia a dia escolar e que venham incentivar os alunos na busca pela preservação do Patrimônio Cultural.

Segundo os organizadores, essa ação contribuiu tanto para a prática docente dos professores, como na aprendizagem dos alunos.

Os professores foram contemplados com propostas para incluir a temática de Educação Patrimonial dentro da sala de aula de forma multidisciplinar.

Durante o encontro, a professora Nivalda Alves, destacou a importância desse tipo de atividade para a comunidade. “Foi uma tarde proveitosa, e que muitas das ideias apresentadas vão compor suas aulas para o próximo ano”, completou. Para a historiadora Fernanda Eugênia, esse tipo de atividade aproxima o público escolar e a comunidade da sua própria história.

Já a historiadora Jaíne Diniz, pontuou que no próximo dia 15 de outubro vai ser assinado o termo de abertura para o Registro Imaterial da Barqueata de São João Batista e São Pedro, e que essa é uma importante manifestação cultural, exclusiva do Distrito do Barranco Alto.

“Esse ano aconteceu a 13ª edição da Barqueata, e que essa é uma festividade em devoção a São João Batista o padroeiro do bairro e a São Pedro.

O evento acontece anualmente no último domingo do mês de junho, com saída da procissío náutica do porto da harmonia até o distrito”, ressaltou.

Segundo a presidente do Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio de Alfenas, Lilian Azevedo, a importância do registro é muito grande, pois essa é uma festa tradicional e que envolve toda a comunidade, e por isso precisa ser preservada para as futuras gerações e reconhecida como patrimônio imaterial da cidade.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!